OS MOTIVOS DA CRIAÇÃO DO ILAEI

LOGO-ESQUERDA-copy

A criação do ILAEI foi idealizada pelo Professor e Divulgador Abdelbagui Sidahmed Osman (Sheikh Abdu), Membro Fundador da Organização Islâmica para América Latina e o Caribe e encampada pelos demais Fundadores. Os motivos que o levaram a pensar e executar a fundação do ILAEI no Brasil, foi o fato de que o Brasil é o maior País da América Latina em extensão territorial. Com uma área de oito milhões e meio de quilômetros quadrados e uma população maior de 189 milhões, à época de Fundação do ILAEI, porém com pouca visão islâmica.

Segundo o Sheikh Abdu, como é chamado, “aqui no Brasil, vivem mais de um milhão de muçulmanos e, apesar de existirem aproximadamente 120 (cento e vinte) entidade islâmica, tais como Mesquitas, Centros Islâmicos e Mussalas, existem apenas em torno de 50 divulgadores, onde poucos destes falam a língua portuguesa e poucos são ‘capacitados’ para atuarem como divulgadores por falta de conhecimento a respeito da jurisprudência Islâmica”. “As tentativas de enviar pessoas para estudarem o Islam, em Países Árabes, não davam o resultado esperado e suficiente para atender a necessidade da divulgação correta do Islamismo. Daí, nasceu então a ideia de preparar divulgadores, dotados do conhecimento Islâmico, aqui mesmo no Brasil, posto que preparando brasileiros, de forma correta sobre os conhecimentos da religião, ter-se-ia, uma melhor divulgação uma vez que o uso da língua local (português) e o conhecimento da cultura do povo, seu modo de pensar e viver, são requisitos necessários para apreensão do fenômeno do conhecimento”. “Por tais razões FUNDAMOS o Instituto Latino-Americano de Estudos Islâmicos com os seguintes objetivos, precipuamente”:

  • Suprir a falta de existência de Instituições Acadêmicas qualificadas ao ensino religioso Islâmico no Brasil e na América Latina;
  • Desenvolver mecanismos e metodologias de ensino religioso Islâmico através do uso das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação;
  • Minimizar a existência de dificuldades para aprendizado das Ciências da Religião Islâmica, tais como àquelas ocorridas devido às dificuldades da vida e suas complicações socioeconômicas;
  • Qualificar pessoas que falam fluentemente a língua portuguesa, como divulgadores para apresentar o Islam, em língua portuguesa e língua espanhola no Brasil e na América Latina de modo geral;
  • Preparar divulgadores do Islam com qualificação e conhecimento necessários ao exercício do papel de liderança no Brasil e na América Latina.